Press "Enter" to skip to content

12 Literaturas De Cabeceira Obrigatório Para Todo Projetista Mecânico

22

Se você já é um projetista mecânico provavelmente conhece esses livros, porém se ainda está em busca de formação, certamente irá precisar deles.

Então eu fiz um seleção rápida dos principais livros que uso como referência.

Essa lista de literaturas que disponibilizo pra você é um tesouro que guardo praticamente em um cofre, melhor dizendo, na cabeceira, pois são estas literaturas que consulto em 100% dos meus projetos.

Então uma lista como este realmente é algo a ser compartilhada e a ser incrementada.

Continue lendo e saiba quais os livros e autores que consulto para:

  • Elementos de Máquinas
  • Resistência dos Materiais
  • Simulação Computacional

Além destes ainda disponibilizo no final do artigo mais 2 dicas de literatura auxiliares;

ELEMENTOS DE MÁQUINAS

1. Elementos de máquinas, Sarkis Melconian

Ótimo para uma consultas rápidas!!!

Quando quero uma consulta simples e direta sobre o desenvolvimento de um elemento de máquina é este livro que uso. Não é o mais completo e nem é este o intuito do livro, pelo contrário, traz informações objetivas e diretas sem grandes explicações matemáticas. Se está projetando uma máquina simples é o livro que recomendo.

Mas não ache que é um livro simples, já desenvolvi projetos completos somente tendo ele como literatura, a praticidade de encontrar as informações faz deste livro um ótimo amigo para o dia-a-dia.

A grande vantagem deste livro sobre outras literaturas como as do Shigley e Niemann é que ele vai direto ao ponto do projetista. 100% recomendado.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

2. Elementos de Máquinas de SHIGLEY

Eu simplesmente adoro este livro, tenho ele sempre a mão no escritório.

Se você precisa consultar assuntos sobre:
    – Eixos
    – Engrenagens
    – Transmissões
    – Fixação e tudo com muito detalhe

Você encontrará neste livro…

Não é à toa que este livro do Shigley já foi traduzido para várias línguas diferentes e é adotado por muitos professores de grandes universidades.

Se você trabalha com projeto de máquinas assim como eu você precisa deste livro. O que mais me chama a atenção nessa literatura é o fato de estar sempre atualizada, na décima edição (a que eu tenho e recomendo) o autor traz novos temas como cálculo por elementos finitos e estudos de tolerâncias, forma e posição.

Sempre que eu não encontro uma informação no Niemann eu encontro no Shigley, eles sempre se completam. Na última edição o livro possui mais de 1070 páginas muito bem escritas com diversas ilustrações e exemplos práticos que facilitam o entendimento, seja você estudante ou profissional experiente. 

Outra vantagem da última edição é que praticamente todas as unidades foram convertidas para o Sistema Internacional, quando vi isso na banca vendi a minha nona edição em um sebo na cidade e comprei a última e não me arrependo.
Gosto também que em muitos exemplos e estudos explicativos ele utiliza como base normas internacionais, isso facilita no entendimento do assunto e de cara a explicação dos requisitos de norma. Esse livro é demais.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

3. Elementos de Máquinas, Niemann

Um livro clássico que vale a pena insistir para achar onde comprar.

É digno de sua fama e assim como o livro do Shigley o Niemann é utilizado por estudantes e profissionais da área. Muito completo e aprofundado.

Ele trás cálculos e exemplos de inúmeros elementos de máquinas desde uma simples fixação até complexos pares de engrenagem.

Dividido em três volumes sendo que:

    – O primeiro é focado em conhecimentos de base para o cálculo de elementos de máquinas assim como exemplos de dimensionamento de fixadores e outros elementos de suporte. 

    – Já o segundo módulo tem por objetivo principal transmitir todos o conceito necessário para desenvolver sistemas de transmissão de potência, como eixo e principalmente engrenagens helicoidais de dentes retos. 

    – O terceiro volume aborda projetos avançados de engrenagens assim como outros modelos como engrenagens cônicas, sem fim e muito mais.

Com certeza recomendo todos os três volumes, não só porque são ótimos mas principalmente por me ajudarem diariamente no desenvolvimento de projetos.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

4. Engrenagens Cilíndricas, Norberto Mazzo

Infelizmente o Brasil possui poucas literaturas de engenharia com assuntos aprofundados, para quem tem domínio de outros idiomas como o inglês pode ser mais fácil, mas para quem ainda não chegou lá fica limitado às literaturas em português. 

MAS, PARA A NOSSA ALEGRIA o Norberto Mazzo explica em detalhes aprofundados o projeto e concepção de engrenamentos.

Um profissional que tive o prazer de conhecer pessoalmente e posso garantir que é um dos grandes nomes no país. 

Este livro é tão aprofundado que só o recomendo se você realmente quiser entender com detalhes este elemento de transmissão de potência.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

Espero que estejam gostando! Aproveite agora para se cadastrar e fazer parte do nosso Clube de Leitores Exclusivo.

 

RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS

Tratando-se de literatura em português que trata de Resistência dos Materiais há apenas dois livros, por enquanto :), que eu gosto de utilizar.

Em termos bem simples quando quero assunto para fins acadêmicos o Beer Johnston vem bem a calhar. mas se o assunto é caso prático para o trabalho a literatura do Ansel C. Ugural é muito melhor (na minha humilde opinião). Muito aprofundado.

Por isso, clássico este autor na quinta dica e primeira de resistências do matérias.

 

5. Mecânica dos materiais, Ansel C. Ugural

Se precisa saber mais sobre os assuntos:

    – Estado duplo e triplo de tensão,
    – Cálculo de tensão em vasos de pressão,
    – Estruturas, materiais frágeis e dúcteis,
    – Tensão por interferência,
    – Fadiga, flambagem

Este é o livro que indico.

A forma com que os assuntos são abordados e os exemplos utilizados fazem desse livro um ótimo material de consulta quando se está projetando ou analisando cargas em estruturas ou componentes. 

Muito atual trazendo até conceitos de elementos finitos. Para os nossos exemplos aqui do Clube do Projetista muita coisa sai deste livro. Ele não se limita a mostrar os conceitos mecânicos mas também a aplicação em projetos. 

Acabei comprando esse livro por engano, por recomendação de um amigo, e por sorte o livro é ótimo.

Se você passou da fase da faculdade e está buscando literatura para o trabalho este é um grande candidato para começar.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

6. Mecânica dos Materiais, Beer Johnston

Livro que dispensa grandes apresentações, todo estudante de engenharia mecânica conhece ou logo irá conhecer o livro do Beer Johnston.

A sétima edição ficou realmente muito boa trazendo mais exemplos e corrigindo alguns erros da edição anterior.

Quase 900 páginas de engenharia pura, não é um livro de consulta mas sim literatura de aprendizado. Aborda desde os conceitos mais básicos da resistência dos materiais até o que há de moderno na Mecânica dos Materiais.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

 

SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

7. Método dos Elementos Finitos em Análise de Estruturas, Luiz Eloy Vaz

Para os estudantes de engenharia mecânica o mais legal deste livro é a disponibilização de arquivos em formato Mathcad para testar os exercícios e casos abordados no livro (se você não conhece o Mathcad cadastre-se no site Clube do Projetista que logo mais disponibilizaremos artigos sobre este programa).

Se você está pensando em estudar elementos finitos não cometa o erro de iniciar estudando um software (seja ele o Solidworks, Ansys, Creo, ou qualquer outro). Muitos estudantes fazem isso achando que o programa resolverá todos os problemas mas na verdade o programa é apenas uma ferramenta, se não conhecer exatamente como o programa funciona a chance de errar é grande.

Este livro traz os conceitos básicos e principais. Vale muito a leitura e utilizar os exemplos. Os conceitos matemáticos não são tão simples, mas são importantes para o conhecimento.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

8. Cosmos, Eng. Arivelto Bustamante Fialho

Não é novidade que o Solidworks está tomando uma grande parte do mercado de softwares CAD, principalmente por sua facilidade de aprendizado. Este mesmo conceito foi levado para o SolidWorks Simulation, programa de cálculo estrutural por elementos finitos.

Mas o que nem todo mundo sabe é que ele nem sempre teve este nome, no passado seu nome era Cosmos Works, quando a empresa foi comprada pela SolidWorks está alterou o nome para combinar com a marca.

Este livro do Engenheiro Arivelto, apesar de antigo é muito, mas muito bom. Tanto para quem está estudando quanto para quem busca um material de consulta. O melhor do livro é que ele não se limita aos conceitos apresentados no material oficial da Solidworks (para quem faz o treinamento) mas também mostrar as ferramentas explicando o porquê de cada opção.

O livro é de 2008 e por isso algumas funcionalidades novas não aparecem mas nada que comprometa o aprendizado, é só utilizar o help no software para ficar por dentro das mudanças.

Já utilizei este material como base para palestras e treinamentos que ministrei. No idioma português este é o melhor livro para estudar Solidworks Simulation.
Trás os conceitos teóricos alinhados com exemplos práticos. Há outros pequenos capítulos que tratam sem grande profundidade análises avançadas como:

    – Não linearidade
    – Flambagem
    – Transferência de calor
    – Análise de escoamento de fluidos

Com conteúdo suficiente para ter noção de onde pode chegar com as ferramentas. O autor aproveita para incluir uma introdução dos conceitos teóricos de elementos finitos de forma bem clara e objetiva.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

9. Elementos Finitos – A Base da Tecnologia CAE, Avelino Alves Filho

“Se o engenheiro não sabe modelar o problema sem o computador, ele não deve fazê-lo tendo o computador” – Avelino Ales Filho

É com esta frase que o autor começa o seu livro deixando clara a sua intenção de entregar toda a base necessária para utilizar uma ferramenta computacional como está, seja ela qual marca for.

O autor é uma das grandes autoridades no assunto no Brasil. E este é sem dúvidas a melhor literatura para quem quer aprender com profundidade o que são elementos finitos e também como os cálculos são realizados em um computador. Pois, trás a história do método assim como os conceitos matemáticos.

Uma analogia é ter a mais avançada calculadora gráfica disponível no mercado mas quem a utiliza não sabe o que é uma conta de mais ou menos, ou seja, ele irá nada mais que apertar botões e dizer que sabe calcular.

O mesmo vale para quem conhece um software de elementos finitos mas não conhece os conceitos por trás do método. Para preencher esta lacuna esta literatura é ideal e de fácil compreensão, trás de forma simples e clara tudo que é necessário para entender o Método dos elementos Finitos.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

10. Elementos Finitos – A base da Tecnologia CAE – Analise Não Linear, Avelino Alves Filho

Possui a mesma metodologia empregada em seu primeiro livro (Elementos Finitos A base da Tecnologia CAE) porém abordando casos não lineares, ou seja, estudos onde as condições de contorno variam ou o material não se comporta puramente elástico (como plásticos e outros materiais com grande deformação).
Trata-se de estudo avançado do método tendo como base obrigatório os conhecimentos matemáticos e físicos das análises lineares.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

11. Elementos Finitos A base da Tecnologia CAE – Analise Dinâmica, Avelino Alves Filho

Com foco em análises onde existe movimento este outro livro do Avelino trás mais informações do nosso mundo de projetos, afinal na grande maioria das vezes as nossas máquinas e componentes não estão paradas quando em funcionamento. As formulações especiais para este tipo de análise são abordadas neste livro e assim como os outros dois temas não há literatura similar no idioma português.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui

 

12. Finite Element Simulations With Ansys Workbench, Huei-huang lee

Domina o inglês e quer estudar elementos finitos?
Então aproveite este livro fantástico que aborda além dos conceitos básicos também a aplicação prática utilizando o software de simulação Ansys.

O livro trás um CD com diversos arquivos 3D para estudar e resolver os exercícios propostos no livro.

Ele utiliza a versão mais nova do Ansys já incluindo a interface Workbench. Todos os exemplos mostrados são tratados passo-a-passo tomando o cuidado de explicar tanto o software quando os conceitos físicos e matemáticos.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui 

 

BÔNUS

1. Tolerância, Ajustes, Desvios e Análise de Dimensões, Oswaldo Luiz Agostinho / Antonio Carlos dos Santos Rodrigues / João Lirani

Sabe quando você olha para um eixo e um cubo e se pergunta:

    – Qual ajuste utilizar?
    – Folga ou Interferência?
    – O que são tolerâncias ISO-ABNT?

Essas respostas estão neste livro. 

Um excelente material desses professores da Universidade de São Carlos/SP. Nenhuma outra literatura no Brasil traz trabalho igual ao apresentado neste livro. Não só os padrões utilizados em projetos dentro da esfera da “boa prática de engenharia” mas também estudos comprobatórios das funcionalidades de tolerâncias, ajustes e desvios de forma e posição.

Uma das coisas que mais gosto desse livro é a praticidade de várias tabelas com exemplos práticos, como tolerâncias em eixos, chavetas e cubos.

Já o utilizo a mais de 6 anos ( já é o segundo que compro, o primeiro chegou a soltar a capa de tanto que usei). 

Aos professores, utilizem este livro com seus alunos! Já tive inúmeros profissionais trabalhando comigo que simplesmente não tinham o menor conhecimento de estudo dimensional.

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui 

 

2. Mecânica Vetorial para Engenheiros, Beer Johnston

Outro clássico da engenharia mecânica, não como passar pelo segundo ano de faculdade sem ter feito ao menos um exercício deste livro. Excelente para estudantes, muito completo e com ótima abordagem. A didática utilizada é adequada para estudantes de nível superior, principalmente engenharia.

Não é um livro de consulta apesar de que em várias momentos de desenvolvimento de estruturas ele me ajudou na fundamentação do problema.

Possui duas versões, sendo elas:

Mecânica Vetorial para Engenheiros, Estática

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui 

 

 

 

 

 

Mecânica Vetorial para Engenheiros, Dinâmica

Sugestão para compra online (link afiliado) > Clique aqui 

 

 

 

 

 

 

Essa é a minha lista de ouro e que me ajuda muito no desenvolvimento dos meus projetos.

Ah, essa classificação que fiz acima não determina grau de importância de nenhum dos livros que citei, todos pra mim são Top #10, a lista até o 21° foi apenas uma forma de expor as informações.

 

Gostou ???

Então aproveite, deixe seu comentário abaixo dizendo o que achou e deixe também suas indicações,pois com certeza ficaremos felizes em saber quais são suas listas de cabeceira.

E se ainda não faz parte do Clube, aproveita para se cadastrar e receber todo conteúdo em primeira mão!

Compartilhe:
  • N A

    Olá Fabrício, O que vc acha dos livros do Hibbeler? eles seriam mais didáticos do quê profissionais?

    • Olá Nerisson! Acho que você vai me fazer arrumar briga entre adoradores de Hibbeler e Beer Johnston. Então pessoal, esta é só a minha opinião, não precisam brigar comigo!!! rsrs Vamos lá:

      No idioma português existem muitos bons livros para estudantes de engenharia e certamente o Hibbeler é um deles, largamente utilizado nas universidades como material de consulta e resolução de exercícios e acredito que ele cumpre bem este papel de levar o engenheiro até o fim da graduação. Não é que eu não o considere um livro para profissionais, na verdade até acho que ele trás mais exemplos práticos do que os livros do Beer, porém a forma de apresentar o problema e resolve-lo é muito irreal. A não ser que você esteja se tornando um calculista com especialização em estruturas metálicas que pretende dar aulas, eu julgo que ao fim da graduação o livro vai ficar pegando poeira na sua estante. Por isso que eu prefiro (e recomendo, como você pode ver no artigo acima) os livros do Beer, acho que eles cumprem melhor o papel de se tornarem material de consulta mesmo depois do engenheiro formado.

      Espero ter ajudado 🙂

  • N A

    Boa tarde Fabricio, o que vc acha dos seguintes livros:

    Estática – Hibbeler
    Dinâmica – Hibbeler
    Resistência dos Materiais – Hibbeler
    Ciência e engenharia dos materiais – Callister
    Projetos de Máquinas – Norton

    E haveria algum(ns) de desenho mecânico que vc recomendaria??

    • Todos são bons livros!
      O Callister, na minha opinião, dispensa comentários, é o melhor livro em português do gênero, com certeza ele estará na minha próxima lista de literatura recomendada.
      Norton é bem do tipo “old school” com bastante informação prática. Porém considero que precisa dar uma atualizada nas informações, alguns métodos apresentados resultam em componentes muito robustos e caros, por isso eu recomendo o livro do Shigley pois considero que ele não parou no tempo, é uma versão moderna do Norton e até mais completo (e também um pouco mais caro…).
      Estática, Dinâmica e Resmat do Hibbeler são ótimos, porém como mencionei na sua outra pergunta acho que eles cumprem o papel de preparar o engenheiro mas não terão muita aplicação após o fim do curso.
      Desenho mecânico sem dúvida alguma os melhores são as apostilas do SENAI, existem aos montes na internet em pdf. Caso queira alguma coisa física (eu não sou muito fã de livros digitais =/ ) o livro desenhista de máquinas da Protec é bom também, mas não considero 100% necessário um livro de desenho técnico.

      Forte abraço!

      • N A

        Também não gosto muito de livros em pdf, prefiro impresso pois a consulta é garantida caso um dispositivo eletrônico venha a dar defeito inesperadamente! Agradeço as opiniões e espero que essa nova lista de literatura saia em breve kkkkk. Forte abraço!

  • Lucas D. Oliveira

    O que vc pensa do livro de “mecanica dos materias” do james gere? É um dos meus livros favoritos, mas penso que ele é mais voltado para civil do que mecanica. Esse do Ansel nao conhecia … Me interessei bastante.
    O resto da lista é bem parecida com os meus . Apesar que gosto do norton tbm.

    PS : Beer > hibbeler . kkk

    • Olá Lucas! Obrigado pelo comentário. Concordo com você, o livro do Gere é muito bom, não sei dizer o porque não é popular entre quem trabalha com mecânica, realmente é mais popular em engenharia civil, porém o conteúdo se aplica muito bem a ambas as áreas. O que gosto do Ugural é o fato dele ser muito atual, com estudos modernos no que diz respeito a resistência mecânica, recomendo o livro, porém se você já possui o livro do Gere talvez valha mais a pena investir em um livro de outra área.

  • Daniel

    Muito boa a lista Fabricio, já tenho alguns deles, e com certeza vou adquirir os outros que não tenho. Um livro muito bom que comprei por engano é Projeto Mecânicos de Elementos de Máquinas- Uma perspectiva de prevenção a falha do autor Jack A. Collins. O livro como ele mesmo diz, é um ponto de partida para projetar, dando uma noção se em determinado projeto entraria fadiga, quais fatores de segurança e outros, mas o próprio autor deixa claro, não substituí uma norma e ferramentas computacionais maus avançadas quando necessário. Trás sempre um bom equacionamento do problema, e por fim até mesmo fórmulas práticas, que tem mais haver com o dia a dia. Outra coleção que para mim é indispensável são os livros do timoshenko, é impressionante, as vezes passo horas na internet procurando uma determinada solução, e aí penso, será que o timoshenko resolveu essa parada, e lá está a equação pronta e resolvida. Parabéns pela lista e pelo blog.

    • Olá Daniel, muito obrigado pela mensagem! Não conheço este livro do Collins mas já ouvi falar muito bem dele, mas como nunca usei então não sei comentar sobre ele, mas vou pesquisar para a próxima lista.
      Os livros do Timoshenko sem dúvida são demais, fico imaginando quanto experiencia ao longo da carreira dele ele acumulou para ter resolvido tantos problemas. O livro que trata teoria de placas e casca sem dúvida é indispensável para quem trabalha com vasos de pressão. Os livros deles estarão na minha próxima lista com certeza.
      Forte abraço!!

  • engenheiraço

    Muito bacana seu post, depois de ler eu fui dar uma analisada no livro do Beer e achei muito mais legal para aprender do que o livro do Hibbeler, e eu gostava muito do Hibbeler. Da uma dica sobre como iniciar prestando serviços na área de projetos. Abraços.

    • Olá engenheiraço! Os livros do Hibbeler são ótimos, mas para quem é estudante, os livros do Beer são mais “mão na massa”, por isso o indico para profissionais da área ou para quem está terminando o curso.
      Se quer iniciar a prestar serviço de projetos, vou te dar não uma dica, mas sim um passo-a-passo de uma estratégia que funciona!

      1 – Crie dois projetos para o seu Portfólio, é importante ter material para mostrar;
      2 – Procure escritórios de projetos na sua região, que prestam serviços, e pergunte se eles terceirizam projetos. Em seguida pergunte qual (ou quais) softwares eles utilizam.
      3 – Se já não souber, aprenda o software mais utilizado por essas empresas (o ideal é saber ao menos dois, geralmente o Solidworks e mais outro)
      4 – Faça uma pesquisa de quanto essas empresas cobram por hora de projeto (algumas cobram por tamanho de folha, outras por projeto fechado). Essa é a parte mais difícil, mas cote esses valores para o caso de ter muitos serviços no futuro e tenha que contar com a ajuda de mais alguém.
      5 – Ofereça para eles o seu serviço por 30% do valor cobrado por eles. Cobrando este valor você estará abaixo dos custos deles incluindo taxas e demais custos fixos. A ideia aqui não será ganhar dinheiro e sim entender como o mercado da sua região funciona, como os projetos são cobrados e qual a maior demanda, esteja atento aos detalhes.
      6 – Após 4 ~ 6 meses fazendo este trabalho “barato” levante todos os seus custos e estipule o seu valor hora e ofereça para pequenas e médias empresas. Procure não ser, no primeiro momento, concorrente dos escritórios que você prestou serviço antes, acredite, é melhor te-los como parceiros do que concorrentes. Durante este período crie um website, se não tiver dinheiro para investir em com um webdesigner crie você mesmo no wix (não recomendo mas é melhor do que nada, mas crie algo profissional o quanto antes, é preciso investir na sua empresa!).

      Com os passos acima em 6 meses você estará atendendo empresas.

      Espero ter ajudado, abraço!!

  • Arivelto B. Fialho

    Olá Fabrício! Excelentes dicas. Fiquei feliz em ver meu livro de COSMOS na sua relação e em ler seu comentários. A não muito tempo iniciei uma atualização dele, mas quando já estava na metade tive meu notebook roubado e não havia guardado cópia de segurança. Então parti para outros projetos. Creio que seus comentário me motivaram a retomar esse projeto assim que finalizar a revisão do livro de Automação Hidráulica.
    Grande abraço.

    Arivelto

    • Olá Arivelto! Eu é que fico feliz em ver um comentário seu aqui no meu site! O seu livro me ajudou a dar os primeiros passos com simulação (isso lá em 2008) e ele me acompanha até hoje, o coitado já está todo amassado. É um ótimo livro que sempre recomendo para alunos e até profissionais da área. Fico muito triste em saber deste ocorrido com o seu computador, mas pode ter a certeza de caso tenha uma versão atualizada eu serei um dos primeiros a ter na minha biblioteca.

      Aproveitando, o que acha de escrever um artigo sobre o tema aqui no Clube? O espaço é livre para compartilhar o conhecimento, e quem sabe seja um impulso adicional para o seu novo livro??? Entre em contato comigo: fabricio@clubedoprojetista.com.br

      Forte abraço!!

  • Jacson Filho

    Oi boa tarde, Fabricio!

    O que você acha do livro PROJETO DE MAQUINAS UMA ABORDAGEM INTEGRADA DO NORTON.
    É uma boa referência para trabalhar (acompanhar no dia-a-dia de projetos) ou é melhor ficar com o Shigley?

    • Olá Jacson, obrigado pela mensagem! Gosto bastante do Norton, inclusive já falei dele em algum comentário anterior e certamente ele estará na minha lista número dois. Ele só não está nesta primeira lista pois considero o livro do Shigley mais atual, acho o Norton bastante prático, porém com uma forma um pouco antiga de ver projetos mecânicos.

  • Jacson Filho

    oi boa tarde,
    Das duas literaturas que recomenda de resistencia dos materiais. Qual você acha melhor para trabalho Beer ou Ansel? E qual é mais completa?

    • Poxa Jacson, você fez uma pergunta difícil, e a resposta vai me causar problemas com os “adoradores” do Beer, rsrs

      Brincadeiras a parte, acredito serem dois bons livros, atualmente utilizo apenas o livro do Ansel Ugural, pois o considero mais prático, para quem já está na área. Já o Beer tem uma didática para estudantes, que ainda estão na graduação. Em resumo, minha opinião é que depende do seu momento atual, sendo Ugural para trabalho e Beer para estudos.

  • diogo casquete

    Boa noite Fabrico, ótimos livros, gostaria de saber a sua opinião sobre o livro Faires Elementos Orgânicos de Máquinas.

    • Olá Diogo! Esse é bem o estilo velha guarda, bem prático e direto, mas sinceramente é um livro que não gosto. Trás as informações muito superficiais, para projetos simples ele quebra um galho mas considero que o projetista hoje em dia precisa ter mais domínio técnico, que na minha opinião este livro não trás. O livro do Melconian trás o segue a mesma linha porém com conteúdos mais completos.

      • diogo casquete

        Muito obrigado Fabricio, por compartilhar da sua experiencia com agente.